Curta nossa página no facebook.

Pais têm até esta sexta para vacinar seus filhos, em Sergipe.

Vacinação deve ser aplicada em crianças menores de 5 anos.
Vacina é gratuita, indolor e são apenas duas gotinhas.

Pais têm até as 17h desta sexta-feira (06), para levar seus filhos aos postos de saúde, em Sergipe, para a vacinação contra a poliomielite, também conhecida como paralisia infantil. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) a meta é vacinar 95% das crianças do Estado.
Enfermeira comenta quantidade de vacinados (Foto: Flávio Antunes/G1 SE)
Enfermeira comenta quantidade de vacinados
(Foto: Flávio Antunes/G1 SE)
A campanha, que iniciou no dia 6 de junho, já registrou a vacinação de cerca de 45 mil crianças menores de 5 anos. Os responsáveis devem levar as crianças para Unidade de Saúde da Família (USF) mais próxima ou para a Sala de Vacina do Instituto de Promoção e de Assistência à Saúde de Sergipe (Ipes), localizado na Rua Campos, no Centro de Aracaju.


No posto Sinhazinha, localizado na Avenida Hermes Fontes, somente nesta semana vacinou cerca de 410 crianças. “Nosso fluxo tem sido intenso nesta semana final. Ontem rebemos um número acima do normal e acreditamos que nesta sexta esse número seja superado”, explica a enfermeira resposável, Heyne Rejane.
A vacina é gratuita e indolor, são apenas duas gotinhas. A pequena Maria Laura, de apenas um ano não fez cara feia ao ingerir as gotinhas. 
Maria Laura não fez cara feia ao ingerir as gotinhas (Foto: Flávio Antunes/G1 SE)
Maria Laura não fez cara feia ao ingerir as gotinhas
(Foto: Flávio Antunes/G1 SE)

“A Laurinha geralmente não tem uma reação negativa as vacinas que toma. Dessa vez não foi diferente, até um sorriso ela soltou”, conta a avó, Maria do Carmo.
Contraindicação
Crianças que estiverem com infecções agudas, febre acima de 38°, diarreia severa ou vômito no dia da vacina não poderão ser imunizadas. Os pais devem informar as equipes de saúde se houver caso de hipersensibilidade a estreptomicina ou eritromicina.

De acordo com Débora Moura, as crianças imunodeprimidas congênita ou adquirida, que tiveram contato domiciliar com pessoa imunodeficiente ou foram submetidas a transplante de medula óssea também não poderão receber as gotinhas.
Nesses casos, a indicação é a vacina tipo Salk, disponível no Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (Crie) que funciona no Hospital de Urgência de Sergipe (anexo do Centro de Oncologia), localizado na Avenida Tancredo Neves, no bairro Capucho em Aracaju.
 Fonte: G1/Sergipe

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Saiba mais clicando aqui