Curta nossa página no facebook.

Saúde pública de Sergipe é discutida entre secretário da Saúde e OAB

Secretário José Sobral recebe representantes da OAB Sergipe (Foto: SES / divulgação)
Secretário José Sobral recebe representantes da OAB Sergipe (Foto: SES / divulgação)
O secretário de Estado da Saúde, José Sobral, recebeu membros da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) secção de Sergipe. O encontro foi realizado na Secretaria de Estado da Saúde (SES) e foi realizado após uma série de visitas realizadas pela Coordenadoria de Saúde da Comissão dos Direitos Humanos da OAB às unidades hospitalares geridas pela Fundação Hospitalar de Saúde (FHS). 
Entre as unidades visitadas estão Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), Maternidade de Capela, Hospital de Tobias Barreto, Hospitais Regionais de Propriá, Estância, Nossa Senhora do Socorro e Lagarto.
Foram debatidos e esclarecidos os problemas verificados pela OAB durante as visitas nas unidades com técnicos da SES e os três diretores da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS). Foi explicado o funcionamento da rede assistencial, a regulação de leitos, o financiamento da Saúde, medicamentos, destacado o trabalho integrado entre a SES e a Secretaria da Saúde de Aracaju.
De acordo com o presidente da OAB Sergipe, Carlos Augusto Monteiro Nascimento, o objetivo da instituição é contribuir com a melhoria da assistência da população. "A OAB é um canal de intermediação entre a sociedade e a Secretaria de Saúde. Mostramos ao secretário o que vimos e solicitamos os encaminhamentos que podem ser dados para melhorar a  performance e a qualidade dos serviços", disse.
Para o coordenador de Saúde da Comissão dos Direitos Humanos da OAB de Sergipe, Rodrigo Vasco, a Ordem quer se aproximar dos gestores. "Verificamos alguns problemas e viemos discuti-los com secretário José Sobral. Vimos um serviço de excelência na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, que nos surpreendeu, mas queremos que o serviço prestado seja ainda melhor", disse.
O secretário de Estado da Saúde expôs os desafios e avanços pelos quais passam o Sistema Único de Saúde (SUS) de Sergipe. "Tenho participado de reuniões no Conselho Nacional de Secretários de Estado de Saúde e vi quanto Sergipe está avançado. O modo como está estruturada a rede com os hospitais regionais é exemplo para o Brasil e outros Estados estão construindo um modelo parecido com o nosso", disse José Sobral.
"Cada um dos hospitais regionais atendem uma média de 8 a 10 mil pessoas e no Huse o número ultrapassa 30 mil atendimentos. Um dos grandes avanços que tivemos foi a Central de Regulação, que otimiza o atendimento dos pacientes, principalmente os realizados pelo SAMU. Através de um aplicativo de celular os médicos reguladores sabem como está a lotação e as condições de funcionamento de cada umas das unidade que compõem a rede", destacou o secretário.
Fonte: G1 Sergipe

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Saiba mais clicando aqui